Coleta de lixo é paralisada em João Pessoa, diz sindicato; Emlur nega

postado em: Notícias | 0

Serviços como recolhimento domiciliar de lixo, catação, arrastão, varrição, pintura e poda estão paralisados por 1.200 trabalhadores 

Trabalhadores de três empresas que realizam a coleta de resíduos em João Pessoa estão paralisados na manhã desta segunda-feira (12). Eles protestaram entre frente ao Centro Administrativo Municipal contra a rescisão dos contratos das empresas com a Prefeitura, assim como, atraso de salários e vale-alimentação. A Emlur (Empresa Municipal de Limpeza Urbana) afirma que está pronta para dialogar. 

 

Serviços como recolhimento domiciliar de lixo, catação, arrastão, varrição, pintura e poda estão paralisados por 1.200 trabalhadores, segundo Radamés Cândido, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Limpeza Urbana da Paraíba (Sindlimp-PB). Ao Portal T5, a Emlur negou a informação da paralisação dos serviços.

 

Os trabalhadores da LimpMax afirmam atraso nos pagamentos. Até a publicação desta matéria, a empresa não se pronunciou sobre a manifestação.

 

Conforme o superintendente da Emlur,  Ricardo Veloso, a empresa LimpMax tem “apenas uma fatura pendente de liquidação, não tendo ainda havido liquidação em razão da não realização dos serviços nos termos estabelecidos em contrato derivado de licitação”, disse. O gestor afirmou que tem disponibilidade de diálogo com os funcionários para buscar soluções. 

Em nota, as empresas Beta Ambiental e Limpebras Engenharia disseram que as rupturas de contrato foram injustificadas e repentinas. “Os motivos alegados para a rescisão carecem de legalidade e lógica”. Trabalhadores dessas empresas não tiveram o pagamento atrasado.

 

Entenda 

 

No dia 29 de março, a Emlur decidiu romper o contrato de prestação de serviços com empresas de limpeza urbana de forma unilateral. A rescisão foi confirmada por meio da publicação do Semanário Oficial, da Prefeitura de João Pessoa.

 

À época, a gestão municipal divulgou uma nota informando que o rompimento ocorreu devido a “inexecução parcial ou total dos contratos” por parte das empresas. Ainda em comunicado, a prefeitura garantiu que vai realizar todos os pagamentos dos serviços executados e assegurou que a coleta de lixo na cidade será mantida.

 

Publicado em 12/04/2021 10:32

Atualizado em 12/04/2021 11:29

logo

Por Redação Portal T5

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 8 =