Funcionários da limpeza de hospitais no AP reduzem atividades e cobram 3 meses de salários atrasados.

postado em: Notícias | 0

Profissionais de limpeza terceirizados dos hospitais estaduais nos municípios de Santana e Oiapoque estão em greve devido a salários atrasados de 3 meses, no período de outubro a dezembro de 2020. O problema acontece com 2 empresas prestadoras de serviço para a rede pública.

As empregadoras alegam que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) não cumpriu com os pagamentos referentes ao período, além de datas mais recentes, como 15 dias de abril e o mês de maio deste ano.
O titular da Sesa, Juan Mendes, disse que não era o secretário na época dos atrasos e que não pode justificar as ações da antiga gestão. Mesmo assim, explicou que o financiamento da saúde depende de recursos federais que tiveram cortes orçamentários.

“O financiamento da saúde de uma forma geral depende de recurso federal e esse recurso é utilizado no pagamento dessas empresas terceirizadas. Então, há o que a gente chama de subtração orçamentária. Esses contratos sofrerão algum tipo de perda e fragmentação no processo de pagamento”, afirmou Mendes.

Por Bom Dia Amazônia
16/06/2020 13h24 

 

Profissionais da saúde protestam em Oiapoque — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 7 =