TCE considera irregular contrato de limpeza hospitalar de São José dos Campos

postado em: Notícias | 0

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) aponta irregularidades na contratação da empresa MM Ambiental Limpeza e Conservação para serviços de limpeza hospitalar em São José dos Campos.

 

De acordo com o TCE, o orçamento elaborado em maio de 2017, primeiro ano de Felicio Ramuth (PSDB) como prefeito, não teve detalhamento da proposta, o que dificulta a fiscalização e transparência do contrato.

 

O primeiro contrato, em 2017, tinha o valor de R$ 7,647 milhões. Em junho de 2020, foi prorrogado até junho de 2021, com reajuste que elevou o valor para R$ 8,236 milhões.

 

A gestão de Ramuth respondeu que “os apontamentos feitos pelo TCE são de caráter administrativo e não dizem respeito a supostos atos de improbidade”

 

Da Redação SPRIO+ Publicado em 10/09/2020, às 10:02 • Atualizado em 10/09/20, às 10:33

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 6 =