SIEMACO-SP convoca trabalhadores da SSFORT que prestaram serviços na Sabesp

postado em: Notícias | 0

O Departamento Jurídico do SIEMACO São Paulo convoca todos os trabalhadores e trabalhadoras da empresa SSFORT, que prestaram serviços na Sabesp, a comparecerem na sede do sindicato, à Alameda Eduardo Prado, 648, Campos Elíseos (próximo ao Metrô Marechal Deodoro), a partir desta quarta-feira, (21), das 8h às 17h, para retirarem as guias de saque do FGTS e de entrada no Seguro-Desemprego, intermediados pelo sindicato.

Segundo informações obtidas pelos assessores da equipe de Órgãos Públicos do SIEMACO-SP, a empresa SSFORTE decretou falência e até o momento não indenizou os trabalhadores que perderam seus empregos.

“Infelizmente a empresa decretou falência e a gente não foi informado. Daí falamos com o SIEMACO-SP e vocês correram atrás de tudo para nós. Somos muito agradecidas pelo apoio do sindicato, que em todos os momentos esteve do nosso lado, pois a empresa não pagou e não fez nada pela gente”, disse Susana Helena Gomes, 31 anos, auxiliar de limpeza, que veio ao sindicato junto com a colega de profissão Luciana da Silva Santos, que tem a mesma idade, para retirar as guias de entrada no FGTS e Seguro-Desemprego.

“A nossa preocupação com esta conquista é garantir que o trabalhador tenha um pouco de paz e tranquilidade neste final de ano, podendo ao menos ter acesso aos direitos legais, como FGTS e Seguro-Desemrego”, disse o coordenador do Depto. Jurídico do SIEMACO-SP, Francisco Júnior.

“A gente está nessa luta com a SSFORT desde o começo do ano, pois eles já estavam atrasando o PPR e outros benefícios. No dia 7/12 a advogada da empresa entrou em contato e fomos informados da decretação da falência. Aí notificamos o Depto. Jurídico do sindicato e os gestores da Sabesp, junto a com nossa diretora Maria Silva, apoiada por toda equipe de Órgãos Públicos, e conseguimos viabilizar a baixa na carteira e a entrega das guias para sacar o FGTS e dar entrada no Seguro-Desemprego. Daí, a partir de janeiro, entraremos com ação na Justiça, para que os funcionários recebem todos os seus direitos”, completou o assessor Rafael Araújo.  

Para mais informações ligue (11) 3821-6444 e procure o Depto. Jurídico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + dez =