Secretária da Mulher e Diversidade Humana da CONASCON tem agenda em Brasília

postado em: Notícias | 0

Diretora da Mulher e diversidade humana da Conascon Ana Cristina dos Santos Duarte teve extensa agenda em Brasilia. No dia 27/11 Ana participou da Semana Nacional de Promoção da Negociação Coletiva, evento que contou com a presença de lideranças sindicais e do governo, incluindo o Ministro Luiz Marinho. No mesmo dia se reuniu com Magno Lavigne, Secretário de Qualificação e Fomento à Geração de Emprego e Ronaldo Barros, assessor chefe da assessoria de igualdade no trabalho e Renda do Ministério do Trabalho e Emprego.

 

Em reunião com o Secretário, nossa dirigente foi buscar apoio para a qualificação de mulheres vítimas de violência e principalmente apoio para qualificação da comunidade negra. Já na  terça-feira (28), Ana Cristina participou do seminário “Fortalecimento da Política Pública de Intermediação de Mão de Obra”, no Hotel San Marco, em Brasília. 

 

O evento, que acontece nos dias 28 e 29 de novembro, será realizado pela Agência Francesa de Desenvolvimento, e terá foco na orientação para diagnósticos territoriais e parcerias. Serão realizadas apresentações de troca de boas práticas e do modelo de diagnóstico realizado pelo Pole Emploi (agência responsável pelas ações de intermediação de mão de obra na França). 

 

Na ocasião, também será realizada o lançamento do Programa Manuel Querino de Qualificação Profissional (PMQ), criado pela Portaria MTE n. 3.222, de agosto de 2023, que tem por objetivo o “desenvolvimento de ações de qualificação social e profissional a jovens e trabalhadores, de forma a contribuir com a formação geral, acesso e permanência no mundo do trabalho”. 

 

O PMQ tem como prioridade os seguintes setores: economia verde e azul; economia digital e neoindustrialização; cultura e economia criativa; saúde e economia do cuidado; turismo; e economia popular e solidária. 

 

O público-alvo do PMQ será especialmente aquelas pessoas vinculadas ao Sistema Nacional de Emprego (Sine), Cadastro Único (CadÚnico), e jovens entre 16 e 29 anos. O foco será na promoção da diversidade, inclusão de populações vulnerabilizadas e combate à discriminação.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + dezoito =