Intercâmbio Sindical UGT Brasil – CSC Bélgica: líderes da CONASCON, FEMACO e SIEMACO-SP Participam de Congresso e Seminário na Bélgica

postado em: Notícias | 0

Sob o convite da Confederação dos Sindicatos Cristãos (CSC) da Bélgica, uma delegação de líderes sindicais brasileiros, incluindo Moacyr Pereira, Secretário de Finanças da UGT Nacional e presidente da CONASCON, esteve em várias cidades da Bélgica, de 26 a 31 de janeiro, para um importante intercâmbio sindical.

 

“A nossa participação reflete o compromisso contínuo dos sindicatos brasileiros em defender os trabalhadores e fortalecer nossos laços sindicais globalmente. Aqui trocamos informações e mostramos nosso trabalho. E a CSC tem sido uma parceira importante da UGT nos projetos que temos para as categorias que representamos. Só temos a agradecer”, disse Moacyr Pereira.

 

Ricardo Patah, presidente nacional da UGT, e Roberto Santiago, presidente da FEMACO e vice-presidente da UGT Nacional, participaram de um debate no Parlamento Europeu defendendo a importância do acordo entre Mercosul e União Europeia para uma maior integração econômica e social. “Nossa missão é compartilhar a luta dos sindicatos brasileiros, especialmente diante das tentativas de cortar direitos trabalhistas”, disse Patah.

 

Roberto Santiago destacou a campanha #RespeiteTodoMundo, voltada ao combate ao assédio moral, sexual e à discriminação. “É preciso, ainda, que os países realizem uma concertação social, voltada, sobretudo, aos direitos dos trabalhadores. É necessário que avaliem os impactos em sua economia e, assim, quem sabe, possam firmar um contrato social que garanta e estabeleça direitos e igualdades”, sugeriu.

 

Nos dias 26 e 27, foi realizado na cidade de Houffalize um seminário com temas sindicais. Moacyr Pereira, que também é diretor Tesoureiro do SIEMACO-SP, esteve acompanhado de André Santos Filho, presidente do SIEMACO São Paulo e vice-presidente da FEMACO, na abordagem de temas em defesa dos trabalhadores terceirizados da limpeza, ressaltando a necessidade de inclusão dos sindicatos e trabalhadores nas negociações sindicais. “É fundamental incluir a voz dos sindicatos e trabalhadores nas negociações, para garantir que seus direitos sejam respeitados”, disse André.

 

Moacyr reforçou a importância do Projeto Semáforo, que fortaleceu e aumentou significativamente o número de associados do sindicato. “São Paulo é uma das maiores metrópoles do mundo, com cerca de 12 milhões de habitantes. Representamos 120 mil trabalhadores e trabalhadoras espalhados por várias regiões. A organização por sistema, com diferentes setores, quantidade de trabalhadores e demandas, tudo on-line, mitigou problemas e aumentou exponencialmente nossa produtividade. E o mais importante, nossa representatividade e presença ficaram ainda mais fortes”, explicou Moacyr.

 

A delegação brasileira foi enriquecida pela presença de Carlos Roberto Nolasco, presidente do Instituto Arlindo Gusmão de Fontes (IAGF), que apresentou o trabalho na área de saúde médica e odontológica para os trabalhadores em São Paulo, e Fabiane Santiago, superintendente da SAAE-Atibaia.

 

Reforçando a integração entre as entidades, Moacyr Pereira expressou gratidão pela hospitalidade belga. “A recepção impecável reflete o fortalecimento da nossa união sindical. Estamos empenhados em fortalecer ainda mais essa parceria, que tem se mostrado frutífera para ambos os lados, promovendo direitos trabalhistas e a união global sindical.”

 

Encerrando a participação no intercâmbio, a delegação foi recebida pelo Secretário Geral da CSI – Confederação Sindical Internacional, Luc Triangle, acompanhado da Secretária Geral Adjunta Jordania Ureña Lora e do assessor da presidente Alex Praça. O encontro proporcionou uma valiosa oportunidade para debater questões cruciais do sindicalismo internacional, abrindo novos caminhos para o diálogo e a cooperação entre sindicatos ao redor do mundo.

 

“Agradecemos imensamente aos companheiros da CSC, Anick De Ruyver, Gaetan Stas, Steeve Rosseel e Raimond Docquier, que nos acompanharam durante toda a viagem, proporcionando toda a assistência necessária e fortalecendo nossos laços de cooperação internacional,” concluiu Moacyr Pereira, enfatizando a importância dessa parceria para o avanço sindical.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 − dois =